-
-

Hoje, dia 4 de julho, os Estados Unidos estão em festa! O país, que tem sua população muito nacionalista em geral, completa seus 240 anos de independência do Império Britânico. Em feriado nacional, as comemorações pelo 4th of July invadem o país em suas mais diferentes formas, esperadas e planejadas durante todo o ano pela população patriota do local.

Comemorações

Desde bandeirinhas nas janelas das casas até grandes desfiles, com direito a orquestras e roupas militares, a população estadunidense se preocupa ao máximo em não deixar a data passar batida. É, também, um dia clássico para reunir amigos e família – em um churrasco em casa, em piquenique em parques, na rua se divertindo ou curtindo uma praia.

À noite, a população sai às ruas para a tradicional queima de fogos. Para se ter uma ideia, os estadunidenses, em 2014, gastaram $695 milhões de dólares com fogos de artifícios, que deixam o céu do país mais colorido e com um lembrete de liberdade.

Comida típica

Os churrascos, jantares ou piqueniques foram a preferência de comemoração de 64,4% da população estadunidense em 2015, segundo a Forbes. O sorvete é o segundo alimento preferível dos cidadãos no dia – afinal, já é verão no hemisfério norte! E é claro que o clássico hot dog não pode faltar, apesar de ninguém saber exatamente a origem de sua tradição no país.

Para os estadunidenses, o churrasco é bem diferente do brasileiro. Hambúrgueres, linguiças e salsichas, acompanhados de ketchup e mostarda, são os principais ingredientes que compõem a refeição, geralmente feita em um espaço gramado da casa, reunidos de familiares e amigos, em uma churrasqueira típica que pode ser a carvão ou a gás, sendo a última a mais usada pela sua praticidade.

Os famosos churrascos americanos
Os famosos churrascos americanos

Curiosidades

Confira alguns outros números que marcam a comemoração de independência dos Estados Unidos:

  • 317 milhões de quilos de frango consumidos no feriado, o que o faz ser a carne mais consumida.

  • 1893 litros de sorvete, o segundo alimento mais comprado na data.

  • 150 milhões das tradicionais salsichas vendidas.

  • $72,23 dólares são gastos por família, em média, nas comemorações.

  • 3,6 milhões de bandeiras dos Estados Unidos foram importadas da China para as comemorações em 2014.

  • 2,5 milhões de pessoas eram a população das Treze Colônias britânicas no momento de sua independência.

Um pouco de história

A proposta de separação da colônia britânica de sua metrópole foi aprovada pelo Congresso estadunidense em 2 de julho de 1776. A Declaração de Independência, porém, só foi publicada no dia 4 de julho, razão de essa ser a data comemorativa. O motivo da separação eram, principalmente, os altos impostos cobrados pela metrópole e a falta de representatividade dos colonistas americanos.

Outro fato interessante é que Thomas Jefferson e John Adams, ambos assinantes da Declaração de Independência, morreram no dia 4 de julho de 1826. Isso reforça o sentimento nacionalista da população norte-americana e as comemorações na data.

Na Declaração, Thomas Jefferson diz uma frase que ficou famosa em todo o mundo como um sinal de liberdade:

“We hold these truths to be self-evident, that all men are created equal, that they are endowed by their Creator with certain unalienable Rights, that among these are Life, Liberty and the pursuit of Happiness.”

Por aqui, ficamos acompanhando as festas pelo Instagram, usando as hashtags #4thJuly #FourthOfJuly #IndependenceDay!