-
-

Se você chegou aqui, uma coisa já sabe: aprender inglês é importante. Mais do que isso, ousamos dizer que é imprescindível para o mundo moderno. Carreira de sucesso, viagens internacionais e amplo acesso à informação são alguns dos benefícios mais comuns associados à fluência no idioma. Hoje, principalmente devido à globalização e à internet, fica difícil de imaginar uma alternativa para conectar pessoas de diferentes países que não seja a comunicação em inglês.  


Mas se tudo o que dissemos aqui ainda não te convenceu sobre a importância de aprender inglês, calma, até o final deste post você irá mudar de ideia. 


Por que devo aprender inglês?


Não tem muita escapatória, seja para o crescimento profissional ou puramente para o lazer, o domínio da língua inglesa se faz necessário. Você pode até não ser uma pessoa que viaje muito ou tenha grandes planos para a profissão, mas uma hora ou outra o inglês se fará presente na sua vida e, não sendo fluente, você sentirá falta dessa habilidade. 


Um bom exemplo é a internet, observe a quantidade de conteúdo que está disponível na rede apenas no idioma. É uma imensidão de conhecimento que, muitas vezes, se você não é fluente não terá acesso. Afinal, cá entre nós, dificilmente você irá traduzir artigos, vídeos etc. no Google Tradutor com muita frequência, e, mesmo se isso for feito, a tradução nunca sairá 100% de acordo com o contexto.  


Agora que você já sabe um pouco mais sobre a importância do idioma, aqui vão mais motivos para você aprender inglês de uma vez por todas.    

-
-

Como faço para aprender inglês?

Ok, você já entendeu a importância de ser fluente. Agora é o momento que surge aquela dúvida: “como faço para aprender inglês?” Bem, já adiantamos que não existem milagres e muito menos processos express. Veja bem, estamos falando que não tem como adquirir a fluência em tempo recorde, um mês, por exemplo. Isso não significa que você precise esperar quatro, cinco anos para aprender o idioma. Explicamos isso mais para frente.

Então, entenda:

A aquisição da fluência em inglês acontece através da imersão e do uso da língua, é o que afirma os especialistas em linguísticas. Ou seja, é preciso contato diário com o idioma, treinando e fixando novas palavras, e prática em aulas de 100% conversação.

O processo de aprendizado da maioria dos idiomas é o mesmo. Lembre como você aprendeu português: escutava pessoas ao seu redor falando a língua (imersão) e, depois, tentava repetir o que elas diziam até acumular um vasto vocabulário (uso da língua). Com o inglês é a mesma coisa. 

Consigo aprender inglês sozinho, então?


Com certeza você conhece ou já ouviu falar de alguém que aprendeu inglês apenas escutando músicas e assistindo a séries. Isso é possível? Sim, é. Mas entenda: esses casos são exceções, não a regra. Da mesma forma que muita gente aprende a tocar violão sozinho, isso não exclui a necessidade de estudos aprofundados sobre o instrumento. Afinal, existem certos níveis de habilidade que só são possíveis de alcançar com o auxilio de um expert no assunto. 


Mais uma vez, repetimos: na língua inglesa é a mesma coisa. Para aprender inglês de verdade, ou seja, se tornar fluente no idioma, é necessário suporte de especialistas no assunto. Assim, com ajuda profissional, você saberá ao certo quais são os seus pontos fortes e fracos, tendo, assim, um ensino individualizado.  


Sendo assim, qual a melhor forma para aprender inglês?


A resposta para essa pergunta é relativa, podendo variar de acordo com o objetivo de cada um. Mas, em termos gerais, se você deseja aprender inglês para utilizar o idioma em todos os seus aspectos – conversação, escrita, fala e escuta – a melhor opção é um curso presencial


Por quê? 


O curso presencial possui um diferencial único, quanto à metodologia de ensino, que é a presença de um instrutor dentro de sala de aula e em contato direto com o aluno. Indo além, a confiança que é estabelecida entre eles é fundamental para a evolução do aprendizado, uma vez que o estudante necessita de disciplina e motivação e o instrutor é responsável por isso. 


Ou seja, através dessa troca, aprender inglês se torna uma ação prazerosa, característica que propicia melhor absorção do conteúdo e interação com os demais aprendizes do idioma – olha a imersão e o contato com a língua aí. 


Então, qual o melhor curso para aprender inglês?


A resposta é simples: aquele que possui o método de ensino mais eficaz. Atualmente, existem muitas opções de cursos de inglês no mercado – a grande maioria deles de longa duração, exigindo uma dedicação de cinco a oito anos de estudos. Esses não são os mais recomendados. Definitivamente, não é necessário esperar meia década para adquirir a fluência no idioma. 


Com metodologias inovadoras já é possível, comprovadamente, aprender inglês em um período de 12 meses.  Portanto, respondendo a pergunta sobre qual é o melhor curso: opte sempre por aqueles que trabalham com aprendizagem acelerada através de técnicas de inglês por mnemônica e neurolinguística.


Entenda o que é inglês por mnemônica e neurolinguística

-
-

Resumindo


Com esse guia definitivo esperamos que todas as suas dúvidas sobre “aprender inglês” tenham sido esclarecidas. Agora que você já sabe TUDO sobre o assunto – por que, como e onde –, não tem mais desculpas para ficar no embromation. Mas se você ainda estiver precisando de um empurrãozinho para se tornar fluente, a gente te dá: conheça as histórias de pessoas que aprenderam o idioma e tiveram a vida transformada clicando aqui